Substituir refeição por shake não emagrece e pode engordar

A ideia de perder peso apenas substituindo as refeições por shakes industrializados pode soar atraente e, infelizmente, é um hábito adotado por muitas pessoas que querem reduzir rapidamente os números na balança.

De acordo com a nutricionista Cauana Neis, administradora do perfil no Instagram Nutrição da Depressão, trocar uma refeição completa por shake não somente pode ter efeito oposto, ou seja, resultar em ganho de peso, como também prejudica a saúde.

O emagrecimento (perda de gordura) é um processo gradativo e multifatorial. Existem muitas maneiras de emagrecer, mas se essas formas são saudáveis ou não, já é outra história, explica a profissional. E quem deseja alcançar os objetivos com saúde precisa conhecer os motivos pelos quais os shakes não são considerados boas opções.

Substituir refeição por shake faz mal

1. A nutricionista explica que, para começar, o shake emagrecedor é um produto ultraprocessado, ou seja, não é “comida de verdade”.

2. Os fabricantes afirmam que os shakes possuem todos os nutrientes de que nosso corpo precisa, mas a informação não é real, segundo a profissional. Os produtos têm péssima composição nutricional, diz ela.

3. Observe a lista de ingredientes dos shakes: os principais são proteína da soja e frutose, sendo essa última prejudicial quando consumida em excesso. Sem contar os adoçantes artificiais, óleo vegetal, maltodextrina, estabilizantes, corantes, entre outros que já indicam que a opção não é natural.

4. Nos shakes não podemos obter vitaminas e minerais nas quantidades adequadas absorvíveis pelo nosso corpo. A biodisponibilidade dos nutrientes não é suficiente para uma absorção efetiva, sem contar nas interações entre eles.

5. O produto não contém fitoquímicos, presentes nos alimentos in natura, que são compostos extremamente importantes para o adequado funcionamento do corpo e na prevenção de doenças.

6. Por fim, a nutricionista fala sobre a importância da mastigação, processo que é anulado quando consumimos os shakes. A mastigação é a fase inicial do processo de digestão e, sem ela, não há trabalho de enzimas digestivas. O uso dos dentes na alimentação mantém a força da musculatura orofacial, ajuda a modelar a forma do osso e a posição dos dentes.

20/08/2019