Insatisfeita, torcida do São Paulo prepara protestos para domingo

Insatisfeita com o atual momento do São Paulo, eliminado da Copa Libertadores de forma precoce, derrotado nos dois clássicos que disputou na temporada e fora da zona de classificação para o mata-mata do Campeonato Paulista, a torcida do Tricolor prepara protestos para o jogo contra o Red Bull Brasil, no Morumbi.

Principal organizada do São Paulo, a Independente comunicou que fará uma marcha fúnebre no domingo, horas antes do jogo. Os tricolores criticarão o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, o diretor-executivo de futebol Raí e alguns nomes do atual elenco. O meia Nenê, o volante Hudson, o lateral Bruno Peres e o centroavante Diego Souza são alguns dos alvos, revela o Terra.

Ainda de acordo com a Torcida, seus integrantes pagarão o ingresso e entrarão no estádio. Contudo, em protesto, ficarão calados e não apoiarão a equipe em campo. A Independente também levará bexigas pretas, em forma de luto, e um TNT branco simulando uma cruz.O descontentamento com o rendimento da equipe não parte apenas dos torcedores organizados. Ao longo desta semana, alguns são-paulinos propuseram nas redes sociais um movimento chamado ‘Morumbi Zero’. A ideia era que ninguém comprasse ingresso para o duelo com o Red Bull Brasil, no domingo, deixando o estádio vazio.

Da mesma forma que foi elogiada por alguns, a proposta foi criticada por outros e não seguiu adiante. Independentemente disto, o São Paulo jogará para um público pequeno no Morumbi, no domingo. A insatisfação é tamanha que nem mesmo os preços baixos (o ingresso mais barato custa R$ 20), seduziram os torcedores, de forma que ainda restam entradas para todos os setores do estádio.

Curiosamente, contra o Red Bull Brasil no ano passado, no dia 11 de março, a torcida também fez uma marcha fúnebre em protesto pelos maus resultados. O filme se repete uma temporada depois e o Tricolor precisa dar a volta por cima para se livrar de mais uma crise.

23/02/2019