Assédio na Record: Apresentador é afastado da emissora após denúncias

O repórter Gérson de Souza foi afastado da Rede Record após ter sido denunciado por assédio sexual por diversas colegas de trabalho. Três mulheres já relataram casos de abuso do apresentador do programa “Domingo Espetacular” e registraram boletim de ocorrência em uma delegacia da zona oeste de São Paulo. Elas serão ouvidas nesta semana, assim como o jornalista de 61 anos. As informações são do jornal Extra.

Jornalistas acusam Gérson de importunar e constranger as colegas de trabalho. Uma das vítimas declarou que ele chegou a puxá-la e deu um beijo sem consentimento. Ela também afirma que foi chamada de “gostosa” e “delícia” várias vezes pelo apresentador.

Rubens Barazal, delegado do 23º DP e que cuida do caso, disse que vítimas e testemunhas serão ouvidas pela polícia nesta semana. Gérson será ouvido em seguida. O advogado do jornalista nega que seu cliente tenha cometido qualquer tipo de assédio sexual e que tem profundo respeito pelas mulheres.

A Rede Record confirmou o afastamento de Gérson de Souza e encaminhou as vítimas para fazerem as denúncias. Um advogado da emissora acompanha a investigação, mas, segundo o jornal Extra, não possui autorização para comentar.

28/05/2019